Blog, Formação, Palavra de Fundador

Prontidão e Urgência no seguimento de Jesus

By

Hoje, dia 30 de novembro de 2020 celebramos Santo André apóstolo e mártir. O protocleto, ou o primeiro discípulo que aderiu ao seguimento de Jesus, o primeiro que atendeu ao chamado do mestre de Nazaré. Foi Santo André quem apresentou Jesus ao seu irmão Pedro.

Santo André a ponte

Diz o Pocket Terço em sua meditação: Santo André se expressa no Evangelho como “ponte do Salvador”, porque é ele que se colocou entre seu irmão Simão Pedro e Jesus; entre o menino do milagre da multiplicação dos pães e Cristo.

André significa “homem viril, forte, corajoso”, porém na exegese bíblica remonta “àquele que pensa como os pequenos” é diminutivo de homem, como que uma síntese do homem de fé e humildade. Como já dito no paragrafo anterior, é ele quem vê nos cinco pães e dois peixes do menininho as margens do mar de Tiberíades, a oportunidade de alimentar cinco mil homens.

Prontidão e urgência

Contudo, gostaria de partilhar a reflexão ao qual eu e meus irmãos de comunidade estamos submetidos nestes últimos cinco dias, e que é coroada pela festa de hoje: A prontidão e urgência na adesão ao seguimento de Jesus. Isso mesmo, estamos falando de nosso tempo de resposta para Jesus.

Não sei vocês, mas quando peço algo para minhas filhas espero uma resposta imediata, mesmo que seja negativa, é necessário que seja imediata, ou do contrário aquilo que precisa ser realizado empaca. Aprendemos com nossos pais, inclusive que é uma baita falta de respeito não atender imediatamente ao pedido de alguém que exerce papel de autoridade sobre nós. Responder e realizar.

Santo André responde imediatamente ao chamado do Mestre de Nazaré, o que já lhe confere respeito especial. E ainda por cima a resposta é positiva, de adesão imediata, o que intensifica ainda mais esta especialidade.

Jesus nosso sustento e afeto

Sua resposta é concreta e integral. Digna de um homem forte e corajoso, e que sendo humilde nem cogita perder a chance de se unir a Jesus, o Salvador do mundo, de pequenos e grandes. Ele deixa a barca (serviço / profissão) e seu pai (família) e vai imediatamente. Deixa sustento e seu vínculo afetivo mais profundo, professando com seu coração, boca e atitude que Jesus era, a partir daquele momento, seu Senhor, seu Sustento e o seu Único vínculo que lhe importava.

Nestes dias ouvimos incessantemente na comunidade Oasis, o Senhor nos chamar para segui-lo de maneira imperativa. Nas adorações, nas pregações, nas formações, nas partilhas, nas músicas, nos clipes, nos filmes, a todo momento. Cada um de nós, como em pentecostes, ouvimos o Senhor Jesus falando conosco em nossa própria língua, tocando em nossa intimidade de maneira única, respeitosa e muito clara, só não entendeu quem não quis.

Precisamos alcançar Jesus

E é assim que precisamos ser. Como André. Escutarmos e respondermos de maneira firme e imediata. O tempo passa. O Senhor chama enquanto caminha, e quanto mais demoro para largar tudo e segui-lo mais Ele se distancia de mim, mais ficará difícil de alcança-lo.

Como nos ensina São Bernardo o verdadeiro seguimento de Jesus é aquele que se realiza colado no mestre, de pertinho, ou do contrário a miopia do pecado não nos permitirá ver os detalhes de Jesus com clareza. Cristo não para de caminhar. Corramos para segui-lo, para alcança-lo ou do contrário ficaremos mais atrasados do a que já estamos.

Somos o povo com que o Senhor pode contar, ou Ele deverá esperar outro? Santo André, rogai por nós!

Leia mais:

Quatro passos para ser livre

Santidade sem romantismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.