Blog, Igreja, Somos Igreja

Os símbolos do batismo

By

O símbolo batismal mais importante e significativo é, sem dúvida, a água. Aprofundar este símbolo é penetrar no sentido e na espiritual idade do batismo.

Ora, o sentido da água aparece muito bem na oração feita sobre ela. Após recordar tudo quanto Deus fez através da água, a Igreja pede que o mesmo Deus continue a agir através desta água do Batismo. Pela ação do Espírito Santo e os méritos de Jesus Cristo, esta água será também princípio de morte para o mal e de nova vida em Cristo. Pelo Batismo o cristão se dispõe a mergulhar na Paixão e Morte de Cristo e assim participar de sua ressurreição.

Assim se compreende que não é a água em si que tem a força de purificar o pecado e dar nova vida, a vida divina, mas o Espírito Santo que age por ela. Portanto, tudo aquilo que dizemos da água atribuímos à ação do Espírito Santo na hora do Batismo. Na medida em que nos aprofundamos na compreensão do sentido da água no plano de nossa vida, teremos a possibilidade de perceber também o seu significado espiritual no Batismo.

O sinal da cruz

Após o diálogo introdutório em que os pais pedem o Batismo para a criança, o sacerdote os convida a traçarem o sinal da Cruz na fronte da criança. Este gesto é cheio de significado. Quer exprimir o primeiro encontro da criança com a fé em Jesus Cristo e a salvação por sua morte redentora. Jesus por sua morte é quem nos reconciliou com o Pai. É nele que somos inseridos na amizade da Santíssima Trindade.

Além disso, convidando os pais a realizarem este gesto, o Sacerdote está dizendo que a salvação de Deus vem à criança através da fé dos pais, pois eles, sobretudo pelo Sacramento do Matrimônio, são constituídos mediadores entre Deus e o filho, exercendo sua função sacerdotal.

A Unção com o óleo

Há dois ritos de unção no batismo. A primeira unção é antes do batismo, nas preces após a Liturgia da palavra. É a uncão com o óleo chamado dos catecúmenos. O Sacerdote unge o peito da criança com o óleo dos catecúmenos, dizendo: «O Cristo Salvador te dê sua força. Que ela penetre em tua vida como este óleo em teu peito». Este rito pode ser substituído por uma imposição das mãos sobre a cabeça de cada criança, após se dizerem as palavras: «O Cristo Salvador te dê sua força!» Trata-se, portanto, de uma invocação do Espírito Santo para a renúncia ao mal e para a profissão de fé. É o Espírito da força, da coragem do atleta, do combatente, daquele que desce ao banho.

Significado diverso tem a unção com o crisma após o Batismo. Qual o significado deste rito? O Batismo é tão rico em significado que, além da água, se procuram outros meios para exprimir seus efeitos. Assim, no Antigo Testamento eram ungidos os sacerdotes, os reis e os profetas.

E Cristo é o Ungido pelo Espírito Santo por excelência. A Unção quer, pois, significar que pelo Batismo nos tornamos participantes do poder messiânico de Cristo. Pelo Batismo nos tornamos, com Cristo, reis, sacerdotes e profetas.

A veste branca

Entre os gestos complementares do Batismo encontramos a entrega da veste branca. Gesto de profundo significado. Este gesto tem sua origem no Batismo dos adultos na Igreja primitiva. Ao chegarem à fonte, antes de descerem à água, as pessoas se despiam de suas vestes e eram ungidas. Após professarem sua fé e serem batizadas na piscina, saíam da água e eram revestidas de uma veste branca que levavam durante toda a oitava da Páscoa. Os cristãos com isso queriam exprimir uma vida nova. Que eles se despiam de seus pecados e paixões e se revestiam do homem novo em Cristo.

A vela acesa

Um dos gestos mais significativos do Batismo é a entrega da vela acesa. O Celebrante convida o pai a acender no círio pascal a vela da criança. Pelo Batismo somos iluminados; participamos da luz que é Cristo. Não mais andamos nas trevas, pois omos filhos de Deus. Tornamo-nos um com Cristo, luz que ilumina o caminho. A vela acesa pode significar também a nossa fé, pois enquanto esta permanecer acesa, não caminhamos nas trevas.

O rito do «Éfeta»

É um rito facultativo, após a entrega da vela acesa. «Efeta» é palavra aramaica que significa «abre-te». O Celebrante toca os ouvidos e a boca da criança, dizendo: «O Senhor Jesus, que fez os surdos ouvir e os mudos falar, te conceda que possas logo ouvir a sua palavra e professar a fé para louvor e glória de Deus Pai».

As palavras que o acompanham dão o significado do rito. Pelo Batismo Jesus continua a tocar o homem.Abre os seus ouvidos para que ouça a Palavra de Deus. Solta sua língua e abre-lhe a boca para que professe sua fé.

O sal

Uma nota sobre o uso do sal. Sem dúvida o sal constitui um símbolo muito forte na vida das famílias. O sal tem duas grandes finalidades: dá sabor aos alimentos e serve para conservar.

Traduzido para a vida cristã, como símbolo religioso, o sal significaria o seguinte: Pelo Batismo é dado aos cristãos degustarem e saborearem as realidades espirituais e divinas. E a nova vida divina suscitada pelo Batismo constitui o germe da imortalidade.

Referências bibliográficas:

Catecismo da Igreja Católica Apostólica Romana – http://www.vatican.va/archive/cathechism_po/index_new/p2s2cap1_1210-1419_po.html

RICA. São Paulo-SP, Paulinas 2003.

2ª edição Ritual Romano, sobre Celebração do Baptismo das Crianças.

Por: Padre Sidnei Fernandes Lima – Professor de Teologia da Pontífica Universidade Católica (professor do nosso fundador)

Leia mais:

O consagrado cuida

Por que Jesus ressuscita com as marcas em seu corpo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.