Blog, Eu Sou Cultura, Palavra de Fundador

O CONSAGRADO CUIDA

By

O filme da vida de Santa Teresa de Calcutá tem me chamado muita atenção, e o zelo e dedicação que ela teve às almas, e ao alimento e saúde dos pobres tem me constrangido.

Perguntas de um fundador

Será que ela se preocupava com a suas irmãs de congregação? Com suas filhas espirituais? Será que gastava tempo formando e cuidando mais dos de dentro do que dos de fora, como nós?

Eu me perguntava sobre isso olhando para minha vida e da minha comunidade.

O filme não nos revela isso, não é tão detalhista assim.

Todavia, revela uma mulher incansável no trato a Jesus no irmão. Óbvio que ela cuidava e amava as suas filhas espirituais, mas não era o primeiro plano, não era a meta primeira.

O alvo de seu carisma era e é o Cristo que pede água.

A pergunta que pulsa em meu coração neste tempo é esta, até quando levaremos nos ombros irmãos que deveriam oferecer os ombros para carregar?

Até quando ocuparemos o ombro de nossos pastores, como ovelhas preguiçosas e infantis?

Quando nos juntaremos aos santos pastores?

Quando seremos cordeiros prontos a dar a vida, ao invés de ovelhinhas carentes?

Todo carisma possui um alvo

Todo carisma foi feito para atender a necessidade de um povo, ou seja, atingir um alvo.

O problema é que muitas vezes queremos como consagrados permanecer nesse alvo.

Mas, analisando ainda a vida de Santa Teresa de Calcutá, qual é o alvo de seu carisma? As freiras de sua congregação ou os pobres em estado de miséria, a princípio em Calcutá e agora em diversos locais do mundo?

Em nosso carisma não é diferente, o nosso alvo principal são as meninas em conflito com a lei. Se os consagrados a todo momento quiserem permanecer no alvo, apenas recebendo cuidados e mais cuidados, querendo ser carregados, o que acontecerá com nossas meninas? Quem levará elas nos ombros quando precisar? Quem irá cuidar e se doar?

Se meninas não estão sendo alcançadas, é por conta que está faltando ombros disponíveis para carregá-las. Esses ombros que ainda estão querendo ser carregados ao invés de carregar.

Precisamos deixar do lugar de alvo do nosso carisma, amadurecer espiritualmente no carisma para ser quem doa e não só quem recebe.

Acredite, se você é um consagrado desse carisma, você não deixará de ser cuidado quando cuidado do alvo, pelo contrário, o jeito que Deus cuida de ti é quando você cuidado do outro. Acontecerá a máxima do evangelho e que também é minha passagem de vida:

“Buscai, em primeiro lugar, seu Reino e sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas. Não vos preocupeis, portanto, com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã se preocupará consigo mesmo.” 

Mt 6, 33-34

Sendo essa a minha passagem de vida, e sendo eu Fundador, ela também se estende a todos os consagrados dessa comunidade.

O que Jesus está nos falando é que se buscarmos em primeiro lugar o nosso alvo, que para nós é justo pelo carisma que Ele nos confiou, todas as outras coisas nos será acrescentada, inclusive o cuidado necessário. Então, precisa deixar o egoísmo implícito no desejo de ser cuidado e me abandonar para cuidar.

Um consagrado é um outro cordeiro

Um consagrado é aquele que cuida do outro e é cuidado diretamente por Deus. Aliás, em um verdadeiro consagrado não há desejo de cuidado, há desejo de cuidar. Não há desejo de ser amado, há desejo de amar.

Durante algum tempo me perguntei quando haveria alguém na comunidade de vida, para que as partilhas pudessem acontecer de maneira equilibrada. Quando eu poderia ouvir, ao invés de ficar falando apenas? Quando teria alguém a minha altura?

O Senhor me respondeu:

R: Nunca. Ninguém.

Como sou soberbo, petulante, ignorante, burro, idólatra e desobediente.

Jesus continuou: “Não te elegi para receber, te elegi para dar. E quem dá, dá. Não recebe nada em troca daquele para quem deu! Eu te dou. Um dia tu terás alguma partilha a minha altura? Poderá acrescentar algo interessante a meu ser? Pois bem. Eu te dou, você dá. Para de mendigar um almoço com a plebe, quando pode almoçar com o Rei.”

Já entendi meu Senhor. Ja entendi. Me perdoe. Quero ser como Santa Teresa de Calcutá, apenas dar. Apenas me consumir. E todo o resto me será acrescentado. Obrigado por me lembrar minha palavra de vida (Mt 6,33).

Obrigado. Te louvo, pois é um Deus justo, e é justo, que quem muito tem, quem muito é, dê muito do que tem e de si mesmo, para aqueles que tem e são menos. Obrigado por olhar para mim com misericórdia. Obrigado por me ajudar a olhar com misericórdia.

Te amo.

Obrigado por me ajudar a voltar para minha insignificância.

Leia mais:

Não sou máquina, sou adorador 

Um profeta se sustenta na Palavra 

Como está o seu altar?

Assinatura: Guilherme Maggio, filho de Deus, fundador. Casado com uma mulher linda, acredite! Pai de deus princesas lindas, acredite! Arquiteto e aprendiz de teólogo. Apaixonado por Jesus, Maria, Elias, DC e Marvel. #fogodeElias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.