Blog, Somos Igreja

A Conduta do Discípulo

By

Deus não se cansa de surpreender seus filhos! Eu não me canso de me apaixonar!

Com a palavra de Lucas 4, 38-44 podemos experimentar ainda mais esse apaixona mento.

Esses dias me deparei com essa cena da foto, maravilhosa:

Duas, de minhas irmãs. Uma carrega a outra que está com o pé quebrado. Deus não poderia falar tanto com uma cena tão simples, e falar tanto a partir de seu Evangelho.

 Descanso

Em uma das cenas, da famosa série The Chosen, que tem deixado cristãos ainda mais apaixonados pelo Evangelho no mundo todo, enquanto os discípulos discutem para onde vão, o que vão comer, onde vão arrumar dinheiro, Jesus sai da tenda ensanguentado.

Que constrangimento! O silêncio entre os discípulos deveria nos bastar para entendermos o tamanho do serviço do homem Deus, que não se cansa e nem descansa, ou melhor descansa na vontade de Deus e tal descanso bastaria, essa deveria ser a nossa única consolação, do que ficarmos choramingando e permitindo que pequeninas inquietações nos roubem a paz.

No Evangelho segundo São Lucas as palavras do Senhor se fazem ainda mais latentes a nós! Veja- de sua boca não sai uma murmuração e ainda diz: “Devo anunciar também a outras cidades a Boa Nova do Reino de Deus, pois para isso que fui enviado”. Não só terminou o que estava fazendo acolhendo, e amparando os que a ela iam como deixar manifesta a sua vontade de a outros servir.

 Gratidão

“A sogra de Pedro, imediatamente os serviu.”

E com que será que os serviu? Jesus, o peregrino, a sogra, dona da casa.

Aqui cabe a doçura que o Espírito permite imaginarmos, como bem lembrava-me uma irmã, essa mulher dona de casa, provavelmente tenha servido Jesus com algum serviço doméstico, passado um café e preparado um lanche, lavado suas vestes sujas depois de um dia de trabalho, lavado os pés como era de costume na época, varrido a casa, perfumado o ambiente.

Quantas vezes deixamos de acolher os peregrinos em nossa casa? Irmãos de comunidade, amigos. A quanto tempo não rezamos verdadeiramente juntos, bater um papo perguntar como vai a vida, se precisam de algo.

O que havia na recém curada, se não gratidão.

 Cura e libertação

Curas e libertações são para os doentes!

Ora inconscientemente as vezes vamos para o lugar do leproso, do cego e do aleijado, pois não é de todo ruim receber carinho e atenção! Ora estamos lutando contra nossas febres interiores- idolatrias, desgostos, rebeldias. É no toque e na intimidade com o Senhor que todo tipo de febre cessa precisamos entender que é no toque, na intimidade com o Senhor que a febre cessa, vai embora.

Família

Então Jesus disse: ” É mais fácil o camelo entrar, pelo buraco da agulha do que o rico entrar no Reino de Deus”

Qual era a chance de 12 homens totalmente diferentes, de personalidade, estados de vida diferente, gostos e estudos, classes diferentes darem certo em alguma coisa. Simples, entenderam o que era deixar tudo e serem pobres de verdade.

Com Pedro não foi diferente. Foi pobre de verdade e entregou sua família a Deus. Ganhando mãe e irmãos em superabundância.

Foi renunciando à família biológica, entrando para família espiritual de Cristo que sua sogra foi curada.

Quem pararia sua febre se Pedro não tivesse com Jesus?

É cuidando de sua família espiritual e doando-se a ela que Pedro que ao encontro com o Senhor, pode dar a sua família o que jamais poderia prover.

Dedique-se por aqueles que buscam o Reino de Deus contigo e tudo mais será acrescentado.

Amor

Alguns de nós já até ouvimos bastante aquela máxima: O amor não é um sentimento, é uma pessoa.

Acorde-nos Senhor de nossas febres interiores e desperta-nos para amar!  Porque quem ama serve, e quem aprendeu o que é amor, serve com alegria.

Aquela, discípula que um dia dentro de seus temores e ansiedades, precisou ser levada de maca até a cura hoje carrega quem não pode andar até que essa a consiga, pois discípula não se define por aquele que não pode cair, mas por aquele que se levanta após a queda e recomeça.

Eis a conduta do discípulo!

Leia mais:

E AÍ, JÁ TOMOU BANHO HOJE?

Seja livre, NÃO USE máscara!

 

Bárbara Helen- Membro de vida e discípula CACL

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.