Blog

O SILÊNCIO DE ADÃO

By

Relendo um livro nos últimos dias cheguei numa parte em que falava sobre masculinidade, algo que hoje em dia assim como a feminilidade, é muito ferida e atacada por diversas ideologias. Esse texto é uma reflexão para os homens baseado na vida de Adão.

Na história da criação vemos no Éden serem criados e formados nossos primeiros pais, Adão e Eva. Muito sabemos sobre a vida destes dois, mas talvez assim como eu você ainda não tenha reparado em alguns detalhes que são extremamente marcantes e relevantes numa parte conhecidíssima de sua história: a desobediência e a inserção do pecado no mundo.

ADÃO X JESUS

É fato de que Deus em sua criação, criou cada coisa com seu devido propósito, desde os animais, plantas e assim não seria diferente com o ser humano. Deus criou e colocou um propósito específico em sua vida, essa é a primeira lição. Ser homem é assumir a criação de Deus em sua vida e com ela assumir também toda a sua masculinidade, é permanecer na videira, na vontade do Senhor.

No paraíso, Adão era um representante de todos os homens, até mesmo com seus maiores erros e falhas. Porém, Deus envia seu Filho para libertar nossa humanidade e restaurar toda a masculinidade outrora ferida.

Ao lermos Gênesis, primeiramente apontamos o dedo à Eva, pois foi ela quem pecou, quem comeu do fruto, não é mesmo? Mas pouco nos aprofundamos sobre qual o verdadeiro pecado de Adão, que muitas vezes pode ser muito parecido com as mazelas e dificuldades de muitos homens em nosso meio. Vamos entender melhor…

AUSÊNCIA

Mas o Senhor Deus chamou o homem, perguntando: “Onde está você?.” (Gênesis 3,9)

Aqui Adão pecou por sua ausência, logo após Deus criar todo o mundo Ele vê Adão e diz: “Não é bom que o homem esteja só, farei para ele uma companheira.” Aqui já estava predestinado por Deus que ambos seriam uma só carne, companheiros, caminhariam lado a lado. Eva se viu diante de uma das suas maiores “crises” (se assim podemos dizer) e tentação, é ludibriada pela serpente e come do fruto proibido e também o oferece ao seu companheiro que sem pensar, come. Aonde estava Adão, porque não estava ao lado de sua companheira?

Em nossa realidade encontramos muitos homens ausentes de sua casa, emprego, responsabilidades e apostolados. Usando de justificativas de que são reservados demais, ou “focados” em outras coisas demais. Aqui se abre um grande alerta, na realidade em que nos encontramos hoje, necessitamos de homens presentes que cumprem seus papéis, independente de quais sejam eles, muitas vezes a ausência de um homem num lugar que lhe é devido o afasta primeiramente da vontade de Deus e serve como brecha para que outros que lhe são responsáveis possam vir a cair, assim como aconteceu com Eva.

Quando nos ausentamos perdemos a oportunidade de exercermos aquilo que de fato Deus os chamou para ser na vida do outro.

OMISSÃO

Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar, era atraente aos olhos e, além disso, desejável para dela se obter discernimento, tomou seu fruto, comeu-o e deu a seu marido, que comeu também. (Gênesis 3,6)

Não encontramos no texto em momento algum, Adão advertindo Eva ou a questionando se de fato poderiam comer do fruto. Pelo contrário o texto nos apresenta um Adão omisso, passivo e sem atitude alguma diante de um pecado grave que lhe pedia uma posição totalmente rápida e firme.

Porém, também não nos vemos longe desta realidade… Quantos homens muitas vezes se calam diante de situações que implicam uma decisão até mesmo racional? Preferem ficar isolados em si mesmos e não se abrem à expansão. Falamos tanto de feminismo e não levantamos bandeira alguma para isso… Mas até se olharmos para a nossa realidade comum diária, quantas mulheres assumem um “empoderamento” ou até mesmo obrigações masculinas porque seus maridos e homens a sua volta vivem na omissão… A omissão se parece como um caminho fácil e cômodo para ser seguido, mas a longo prazo é uma bomba de desconfiança plantada no seio de onde você está inserido.

A cada dia mais os homens precisam se posicionar, assumir seu lugar e abraçar como Cristo os sacrifícios que sua vocação lhe emprega.

EGOÍSMO

Disse o homem: “Foi a mulher que me deste por companheira que me deu do fruto da árvore, e eu comi.” (Gênesis 3,12)

Diante de Deus, num desespero e envergonhado Adão escolhe o egoísmo como saída para o seu pecado. Se preferindo e não verdadeiramente assumindo seu pecado diante de Deus, Adão se esconde.

A preferência de si mesmo é totalmente contrária aos sacrifícios de Cristo e os mesmos sacrifícios dele nós somos chamados a viver. Em Efésios vemos as escrituras e o próprio Cristo nos falar sobre a submissão das mulheres, mas no mesmo texto vemos Cristo dizer: “Maridos, Homens, amem suas mulheres como Cristo amou a Igreja e se entregou por ela.”

Este é um amor sacrificial e não egoísta, um amor verdadeiramente entregue e fiel como o do Cristo!

Não percamos nossas forças e paremos de viver  lutando contra a vontade de Deus. Só lutando, criando raízes que conseguiremos de

fato permanecer!

 

LEIA MAIS:

Shazam- Seus pecados não desapareceram

 

Bora desencurvar?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.