Blog

Jezabel e Maria Madalena. O que há em comum?

By

Um tempo atrás aqui na comunidade, fizemos um exercício pensar todas as semelhanças que temos com Jezabel, e a partir disso, rezar pedindo para Deus nos purificar. Ao pensar nisso, Jesus mais uma vez me levou a olhar para Maria Madalena.

Em uma de nossas adorações e orações de quarta-feira (nosso dia de cela), eu pedia muito a intercessão de Santo Elias e dizia que queria ser sua amiga e não sua inimiga, como Jezabel. Para ele ficar do meu lado.

Nesse momento, ele falou em meu coração:

“Giovana, eu não poderia ficar do lado de Jezabel, pois ela já tinha escolhido seu lado e o lado que escolheu era de inimizade com Deus, ela preferiu a infertilidade. Você não escolheu esse lado! Eu estarei ao seu lado, exatamente para te tirar desse lugar. Te ajudar ser uma mulher fértil!”

Jezabel x Maria Madalena

Totalmente antagônica à imagem de Jezabel temos o exemplo da Virgem Maria. Ela, a pequena nuvem, sinal de fertilidade e providência. Humilde, submissa, serva, simples, obediente, fiel, segura em Deus.

Porém, em minha oração, olhava para outra mulher, que com certeza hoje também é amiga de Elias lá no céu.

A virgem santíssima nunca esteve na condição de vida de Jezabel, aliás, ela sempre foi Imaculada! Porém, sua companheira no tempo da Paixão, já esteve na condição de Jezabel, essa é Santa Maria Madalena.

Sedutora. Manipuladora. Insegura. Fútil. Curiosa. Características em comum com a de Jezabel, até ela escolher a melhor parte!

Maria Madalena é amiga

Se Elias me fala que Jezabel já tinha escolhido a inimizade com Deus, ele me lembra que Santa Maria Madalena escolheu a melhor parte! Ela não escolheu a infertilidade, a vida de promiscuidade e morte. Ela não escolheu a inimizade com Deus, ela escolheu a amizade profunda com seu mestre. Essa é a melhor parte.

Curiosa? Ela seguia Jesus em todos os cantos, entrou na casa de Simão, esteve com Ele em todo momento. Mas agora, não era mais uma curiosidade vazia para satisfazer seus desejos supérfluos, era o impulso de sua alma para encontrar com Jesus, para se derramar aos pés Dele.

Não temia mais as humilhações, só queria estar com Jesus.

Sabe, que sempre me intrigo e me comprova o quanto ela venceu essa curiosidade na sua presença na Santa Ceia. A Tradição vai nos dizer que ela e outras mulheres estavam no andar debaixo, preparando a comida. E ela, não se intromete, fica apenas com aquilo que lhe cabe.

Ela vence os pecados de Jezabel

Então, podemos pensar que Jezabel também era sedutora, e Maria Madalena? Essa mulher passou os dias rodeada de mais 12 homens. Porém, não os via mais com olhos de infertilidade e luxúria, via com os olhos do Amor. Ela passa os dias com seus 12 irmãos. Sem desejar o que é de Pedro ou João. Ou até mesmo desejar Pedro e João.

Santa Maria Madalena me mostra que o valor que Deus sonhou para mim como mulher, de ser suporte, mãe, auxiliar, não é um “consolo”, mas sim é o meu lugar de libertação e consagração. Maria Madalena não desejava o lugar de Pedro, os momentos que ele teve com Jesus. Ela desejava os momentos que ela tinha com o Senhor. De madrugada, no jardim.

A tradição também vai nos dizer que no fim da vida ela termina sua corrida em uma gruta no sul da França, Provence. Imagino o quanto pôde ter momentos profundíssimos e íntimos com o Senhor naquele lugar. Ali, era o seu jardim particular com Ele, para um dia estar no jardim eterno com Ele. Ali, exalava nardo a todo momento, cheiro de paixão, de entrega, amizade, consagração, união.

Santa Maria Madalena não deixa seu apostolado ser consumido por inveja. Nem mesmo da inveja dos homens e seu lugar dentro da obra.

Escolha a melhor parte

Hoje, essa santa mulher me lembra: Giovana, simplesmente escolha a melhor parte. Aquilo que nunca lhe será tirado!

É sobre isso!

Tudo foi tirado de Jezabel. Nada restou, pois não escolheu a melhor parte!

Eu desejo escolher a melhor parte, porque Madalena conseguiu viver isso em sua vida. De maneira profundíssima e arrebatadora. Conseguiu ser formada pela pequena nuvem(Maria Santíssima), que com certeza veio sobre suas infertilidades e fez chover de maneira providente muitas vezes.

Esse solo, regado pela pequena nuvem e Seu Libertador, se tornou um solo fértil. As rachaduras foram cobertas, os traumas deixados para trás, os pecados curados.

Hoje, ela mora na eternidade e podemos celebrar sua festa, pois os frutos de quem escolhe a amizade com Deus, são frutos de eternidade.

ORAÇÃO:

Santa Maria Madalena, companheira da Cruz de Cristo e testemunha de Sua ressurreição, nos aproxime da Cruz da nossa libertação, para que alcancemos a Vida Eterna em uma profunda consagração.

Leia mais:

Não sacrifique o seu Isaac!

A autoridade apostólica hoje!

 

Se você deseja contribuir com as obras de evangelização de nossa comunidade, seja amigo de nossa obra.

Giovana Belini, escritora do texto, agraciada por Deus, apóstola, pregadora, feliz por viver sua vocação

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.