Formação, Palavra de Fundador

Hulk sim! Professor Hulk não!

By

O meu ultimato ultimamente tem sido esse! Hulk Sim, professor Hulk não!

Precisamos buscar o autoconhecimento, o equilíbrio, e principalmente sermos misericordiosos como o Pai. Porém, vale tudo pelo equilíbrio? O autoconhecimento pode mesmo nos ajudar no autocontrole e na vida de santidade? E ser misericordioso como o Pai, é ser permissivo com tudo, e passivo a ponto de deixar o mundo, literalmente cagar em sua cabeça?

Óbvio que vamos falar de Vingadores Ultimato, e aqui vai um alerta:  TEREMOS SPOILERS!

A história do Hulk

Bom sou apaixonado por filmes de super-heróis. E com o universo cinematográfico da Marvel fiquei ainda mais apaixonado. Calma que já estou trabalhando na terapia há bastante tempo a organização de papéis na minha vida, e ninguém mais, nenhum herói toma o lugar de Jesus em meu auditório, ele é o principal, o VIP dos VIPS, o dono das joias do infinito, aliás, mais ainda, Ele quem criou elas!

Veja meu testemunho em relação ao Batman: https://blog.cristolibertador.com/o-cavaleiro-das-trevas/

Se você não conhece a história do Hulk, segue um breve resumo:

Na história original dos quadrinhos, o Hulk é um selvagem e poderoso alter ego do Dr. Robert Bruce Banner, um cientista que foi atingido por raios gama enquanto salvava um adolescente durante o teste militar de uma bomba por ele desenvolvida.

Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Hulk

No universo cinematográfico o Dr. Bruce Banner em seu início de transmutação como Hulk, não consegue controlar a si mesmo, e passa a ser uma ameaça, pois ele destrói tudo e a todos que o irritam, ou que simplesmente cruzam seu caminho.

É algo descontrolado, desprovido de qualquer razão e autocontrole. Nada pára ele. Ele não pode nem ficar excitado perto de sua amada. Ou seja busca um isolamento total. E o pior, não sei se você sabe, mas quanto mais nervoso ele fica mais forte se torna, e mais irracional e, sendo assim, gera mais destruição. Para você ter ideia nos quadrinho o Hulk já segurou os escombros de um prédio sozinho, e chegou a mover uma montanha que o soterrava.

Conforme o enredo da Marvel foi sendo construído ao longo dos anos, e com a evolução psíquica e ética de cada personagem, o Hulk vai ganhando mais consciência de quem é, de sua força, e de quanta destruição ele gera. Quando está em seu estado humano normal, como cientista, ele faz de tudo para controlar seus batimentos cardíacos, e seu temperamento, de modo que só se transforme em Hulk quando há uma ameaça real e muito difícil de ser encarada.

Graças ao troglodita verde batalhas como a de New York e outras tantas são vencidas. Como diz o professor Joel, o bicho é bruto! Pra você ter ideia em “Thor – Ragnarock” o bichão dá uma surra no Thor, um Semi Deus.

Zoaram o Hulk

Todavia, em “Vingadores Guerra Infinita” o nosso herói toma um piau do Thanos, que estava em posse da joia do poder, e passa a não querer mais lutar. Ele fica com um misto de medo e rejeição, afinal conhecia a luta de Banner para controlá-lo. O pau quebrando e nada do Hulk, que se quisesse podia ajudar seus amigos a derrotar o Thanos rapidinho.

Chega o tão esperado “Vingadores 4 – Ultimato” e nos deparamos com o professor Hulk. Um personagem totalmente centrado, extremamente forte, mas avesso à violência e à luta. E de novo, ele pouco ajuda seus companheiros na guerra contra Thanos. Mal consegue estalar os dedos e fazer a galera que tinha virado pó voltar à vida. Ele fica de tipoia no fim do filme minha gente, muito zoado. Agora não há mais descontrole, e nem irracionalidade, mas e a força, a coragem?

Crise interna

Bom, a pergunta que venho me fazendo ultimamente é: até que ponto devo conter a impetuosidade própria de meu temperamento, para não me exceder com os irmãos? Que situações são aceitáveis? Quais são toleráveis? E quais são intoleráveis?

A resposta que o Espírito Santo vem me dando dia, após dia é: olhe para Jesus e seus santos.

Os santos e Jesus

Em primeiro lugar lembro de um texto que eu mesmo escrevi, que apresento alguns argumentos que nos revelam que os Santos não são frouxos! Leia ai: https://blog.cristolibertador.com/os-santos-nao-sao-frouxos/

Em resumo o padrão de santidade da Igreja católica não contém tibieza e passividade, mas sim impetuosidade e ousadia. Basta olhar para alguns exemplos clássicos como Santa Teresa D’Ávila, São Francisco, São Pio de Pietrelcina e por aí vai.

Só um adendo, impetuosidade não tem nada haver com irracionalidade e muito menos desobediência, insolência, insubordinação e arrogância. Isso até o Hulk menos evoluído sabe. Não meta o loko! Não houve santo que não estivesse debaixo da autoridade da Igreja.

Dos santos pulamos para O mestre. O cordeiro de Deus. Aliás, o Leão da Tribo de Judá, Jesus. E aqui já temos parte da resposta, afinal ele é cordeiro, mas também é leão! De Gênesis à Apocalipse esta imagem é atribuída a Jesus, pois é ele o rei que venceu, vence e sempre vencerá as forças do mal. Não há adversário a sua altura, ele está no topo da cadeia alimentar, é Deus e não tem conversa.

Não estou querendo justificar aqui ignorância, desrespeito e violência, espero que esteja claro isso, afinal essas praticas não são compatíveis com o evangelho. Mas sim, se não houver a força e impetuosidade dos santos, concedido pelo Espirito Santo, não haverá santidade. E corre se o risco de você negar a sua própria natureza.

As respostas para a crise 

O autoconhecimento levou os santos a conhecerem ainda mais a Deus em si mesmos. Afinal, o Senhor escolheu morar em nós homens. O equilíbrio proposto pelo evangelho favorece a vida, contudo vida em sua totalidade, esta que vivemos hoje é só uma pequena parte.

Deus possui como um de seus principais atributos a misericórdia, porém é justo, forte, magnânimo, e intrépido. Aliás, é a somatória disso tudo, que expressa a sua misericórdia, o seu amor. Afinal ele é Amor. Equilíbrio que transforma atividade em passividade, não é equilíbrio, isso não é cristianismo.

A verdade é triste 

Hoje em minha aula de Apocalipse o professor, Padre Gilvan, nos incomodava afirmando que no Brasil não existem cristãos reais. Apenas bajuladores de Cristo. Porque cristianismo é incompatível com tibieza, miséria, corrupção, passividade. Ele falava que se fossemos uma sociedade cristã de fato, não viveríamos imersos nesse mar de lama, e muito menos ficaríamos sorrindo por isso.

Concluiu ele: “cristão que é cristão é provado na perseguição. E se tiver perseguição aqui, não sobra nem 3% de cristãos!”

Triste, mas é verdade. A racionalidade, o equilíbrio e o autoconhecimento precisam gerar a intrepidez da santidade pela via do amor. Mudança. Conversão. Luto, porque amo. Vivo, porque amo. Morro, porque amo. Assim foram os santos, assim é com Maria, assim é com Jesus.

Conclusão do Hulk

Mas e o Hulk? E o professor Hulk (zoado)? Eles são fracos perto de quem está aqui dentro só esperando que eu permita que Ele tome as rédeas da minha vida e controle tudo.

Voltando às questões do início:

R: Autoconhecimento é ótimo, desde que gere conhecimento de Deus e intimidade com Ele, já dizia Santo Agostinho.

R: Equilíbrio é ótimo se estiver gerando santidade. O sangue dos mártires é a semente dos cristãos, nos ensinou Tertuliano.

R: Ser misericordioso não é ser passivo. Deus desce de seu trono e não deixa ninguém avacalhar a parada. Ele age. É vivo. Vide Moisés, profetas e o próprio Jesus.

“Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o (Espírito) que está em vós do que o que está no mundo” (1Jo 4,4).

Ouça:

Leia mais sobre Vingadores: https://blog.cristolibertador.com/vingadores-ultimato-qual-a-finalidade-de-tudo/

Acesse outros textos de nosso Blog: https://blog.cristolibertador.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

This error message is only visible to WordPress admins

Error: API requests are being delayed for this account. New posts will not be retrieved.

There may be an issue with the Instagram Access Token that you are using. Your server might also be unable to connect to Instagram at this time.

Error: No posts found.

Make sure this account has posts available on instagram.com.