Blog, É Fogo, Igreja, Somos Igreja

Direção Espiritual: para que, o que falar, onde encontrar?

By

É difícil resumir o conteúdo da direção espiritual em apenas um texto, é um dos conteúdos mais antigos de nossa Igreja e rico em ensinamentos, e testemunhos.

Recentemente, algumas pessoas vieram me procurar com algumas questões sobre a direção espiritual e esse texto é para darmos conhecimentos básicos para fazer um bom direcionamento.

Todos precisam fazer direção espiritual?

Sim, todos os católicos que desejam fazer um caminho sério de santidade, a Igreja orienta que se faça um direcionamento espiritual.

Podemos ver um exemplo como esse desde as Sagradas Escrituras, quando vemos a relação de Ananias com Paulo, vemos a relação de um diretor e um dirigido espiritual.

Paulo recebe seu chamado por Deus a caminho de Damasco, e depois disso segue seu caminho de conversão e amadurecimento na fé. Veja, Deus envia Ananias até ele e primeira cura de sua cegueira.

Na nossa vida é a mesma coisa, se estamos procurando um diretor espiritual isso quer dizer que tivemos uma experiencia com Deus, mas muitas vezes chegamos assim como Paulo, cegos. A direção espiritual é o que nos ajuda tirar a nossa cegueira para primeiro de tudo enxergar aquilo que é Bom (o próprio Deus que é o Sumo Bem) e o que é mau.

Enxergar a verdade

Chegamos muitas vezes nesse caminho cegos, e para isso precisamos de um diretor que enxergue melhor do que nós. Aqui já temos o primeiro requisito.

Jesus já dizia no evangelho:

“Pode acaso um cego guiar outro cego? Não cairão ambos num buraco?” Lc 6, 39b.

O nosso diretor espiritual deve ser uma pessoa com maior maturidade na fé do que seu dirigido, deve ter maior espiritualidade e conhecimento para que assim possa ajudá-lo a enxergar melhor.

Então, quando for escolher seu diretor, não escolha qualquer pessoa, escolha alguém que será como seu oculista espiritual, e que use como principal remédio A Verdade que é o Cristo.

Como escolher um diretor?

Um orientador espiritual nunca defende a sua própria verdade, Ele precisa defender a Verdade do Cristo que é manifestada através das Sagradas Escrituras, Tradição, Magistério (doutrina) da Igreja. Ainda que não concorde de maneira pessoal com algum assunto, precisa orientar segundo a Igreja.

Por exemplo, se uma pessoa buscar a orientação sobre o assunto de contraceptivos, seu diretor precisa orientar segundo o que a Igreja ensina, que no sacramento do matrimônio exige-se a abertura total a vida.

Se seu orientador te ensinar e defender algo que vá contra a doutrina, busque outro! Por isso, é tão importante escolhermos bem alguém, que já possamos ver pelos seus frutos e condutas que segue aquilo que a Igreja prega.

Então, agora, você pode se questionar, onde começar procurar um diretor?

Todos os padres são formados para que atendam em direção espiritual, porém sabemos que atualmente muitos padres não conseguem atender. Na ausência da possibilidade de se orientar com um padre, pode-se procurar outra pessoa. Lembrando que essa precisa ter um caminho íntegro e maduro de fé.

Em algumas ordens religiosas, os religiosos atendem orientação. E até mesmo em novas comunidades, podendo assim procurar nesses lugares alguém que possa te atender.

Também, coloque em suas orações para que Deus providencie um orientador que te ajude nessa caminhada de santidade. Quando eu não tinha orientação espiritual, sempre tive uma grande sede de ter um que eu pudesse seguir com ele durante muito tempo e pudesse me ajudar de maneira séria nesse caminho.

Comecei ler o Diário de Santa Faustina e o relacionamento dela com seu orientador, Pe Miguel Sopocko, me encantava. Então, rezava sempre para que Deus me desse um orientador espiritual igual Ele deu a Faustina, pedia a intercessão dela também dizendo que queria muito isso em minha vida.

Passou um tempo e consegui uma pessoa que já me atende em direção a alguns anos. Entendi nesse momento a tão grande importância da direção espiritual, quantas vezes cheguei dizendo sobre discernimentos que estava tendo e achava que era sinal de Deus em minha vida, e meu orientador me ajudava entender se de fato era vontade de Deus ou somente a minha vontade. Me ajuda a evoluir em meu caminho espiritual, na luta contra os pecados e no crescimento das virtudes.

O que eu falo na direção espiritual?

Muitas pessoas me perguntam sobre isso, e acho que podemos resumir dizendo que a direção espiritual é alimentada pela vida de oração.

Se não for assim, ela poderá apenas ser um atendimento humano, que se parecerá com uma terapia.

Ou uma catequese, que tem como base apenas o ensinamento.

A direção em dado momento pode atender esses papéis, mas a sua principal função não é essa.

Eu levo para a direção espiritual aquilo que Deus tem me falado em minhas orações, discernimentos que estou vivendo, lutas espirituais de pecados que preciso me libertar. Não é apenas um lugar para falar de traumas e problemas como se fosse uma terapia psicológica e/ou um desabafo.

Se eu tenho uma vida de oração, consequentemente terei questionamentos, discernimentos, por fim, um caminho de santidade para trilhar, partilho isso com meu orientador para que ele me ajude.

Uma relação construída pela providência

Não podemos confiar em nós mesmos, por isso, desde sempre a Igreja orienta que façamos uma direção espiritual.

Essa relação é construída por muita fé, esperança e principalmente caridade. É um ministério escondido, tudo que é dito em orientação é de foro interno, ou seja, não deve ser dito para ninguém. Nem da parte do orientador, nem do orientando.

Além disso, é necessário que seja discreto, não falando para todos quem são seus dirigidos ou dizendo quem é seu orientador, como se fosse um troféu. Isso ajudará a ter uma boa caminhada.

Por fim, São João Clímaco no livro A Escada do Paraíso, fala que essa relação de caridade é tão grande que se um santo pudesse voltar em vida e dizer como foi para o céu, ele diria que não fez nada, tudo foi seu orientador e ele é quem merecia estar no céu.

Busque uma orientação e seja santo!

Indicação de leitura sobre o conteúdo: 

Livro – Direção Espiritual – O que é, Como se Faz. (Direçao Espiritual, o que é e como se faz PDF )

Diário de Santa Faustina (quando ela se refere a relação com seu diretor espiritual, PDF )

Livro – Ser Santo ou Não Ser – Eis a questão

Filotéia – São Francisco de Sales  (capítulo sobre Direção Espiritual, disponível PDF)

Inscreva-se no nosso canal do Youtube e veja todos os vídeos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.