Um antes e depois da Karina. À esquerda ela está com quase 300kg e à direita já próxima dos seus 180kg.
Arte e Cultura, Eu Sou Cultura

Quilos Mortais. O quanto eu estou pesando!?

By

Esses dias estava trocando de canal e parei para assistir ao programa Quilos Mortais, que passa em alguns canais da tv fechada (mas também tem vários episódios no youtube). Era o episódio da Karina, uma mulher de quase quarenta anos com quase 300 kg. E o Senhor aproveitou esse momento para me falar do meu excesso de peso.

Não, Deus não está preocupado de eu estar alguns quilos acima do meu peso ideal, não foi disso que Ele me falou. Mas sim do excesso de peso que eu ainda coloco na Cruz dEle. O peso do meu pecado! Da mesma forma, esse texto não quer julgar ou falar sobre o peso das pessoas, mas fazer essa analogia: O Karina, sou eu. A gordura, o meu pecado. Para bem entender o texto, você terá que fazer essa abstração.

 

A Vontade e A Inteligência

Em algum momento da vida, essa mulher já foi saudável, sua alimentação já foi mais pura mas aí a vida começa a acontecer, as dificuldades chegam, começamos achar fugas nem um pouco saudáveis e se você não cuidar, em breve estará, assim como ela, andando de cadeira de rodas não porque perdeu os movimentos, mas porque não se aguenta mais em pé.

É simplesmente isso que o pecado faz com a gente. Seja qual for o gatilho, começamos a procurar um suposto bem. O luxurioso acha que é bem transar com o máximo de pessoas que puder porque da prazer, o guloso acha que é bem comer porque relaxa, o vaidoso acha que é bem que os outros tenham inveja dele porque isso afirma sua autoestima, o preguiçoso acha que é bem ficar na cama um pouquinho mais porque descansa e por aí vai em todos os pecados.

A nossa vontade sempre tem por objeto o bem, o grande problema é que nossa inteligência nem sempre está tão inteligente assim e faz com que achemos que o mal é bem e o bem é mal. O resultado disso? Bom, são os quilos mortais do pecado!

 

Os Quilos Mortais do Pecado

A vida da Karina desandou quando ela começou a ter problemas emocionais e a fuga disso era a comida. O bem para ela começou a tomar forma de comida que dava um certo conforto ao coração, e quem não se sente reconfortado depois de um fast food? Quem não sente o coração aquecidinho logo depois de algum pecado e antes da culpa chegar?

Ela não engordou do nada, foram anos cultivando seus quilos. Bem como eu não vou me tornar um grande pecador do nada, mas através de anos cultivando pequenos, médios e quiçá grandes pecados, achando que tá tudo bem comer mais uma batatinha frita (lê-se cometer um pecado leve), todo mundo come, né? Ou que tomar mais um milkshake (lê-se cometer um pecado grave) está beleza, já tem um monte de gente tomando.

Quando a Karina viu, já tinha perdido a vida. Não saia mais de casa, não andava, fazia a família sofrer, tinha brigado com a irmã, não tinha emprego, namorado ou amigos. Estava viva, porém um tanto quanto morta (e bem perto da morte de fato).

São Paulo já tinha nos contado isso, lá na carta aos romanos no capítulo seis, versículo vinte e três, quando disse que “…o salário do pecado é a morte…” E de fato é. Os Quilos Mortais dos quais eu estou falando, são na verdade os Pecados Mortais, que matam muito mais que o corpo, mas a alma.

O pecado é gostoso? Sim! Igual um hambúrguer gorduroso. E o efeito é o mesmo, uma satisfação momentânea e anos de sofrimento pela frente, pela eternidade. Não tem jeito, esse é o fim.

 

A Carta Continua

Porém a carta de São Paulo não acaba nessa constatação, ela continua dizendo: “enquanto o dom de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” (cf. Rm 6, 23.)

A vida da Karina também não acabou ali. Ela vai procurar a ajuda de um médico famoso. Ele pode fazer a cirurgia bariátrica nela, mas para isso precisa que ela mude seus hábitos, se não de nada valerá e cirurgia e logo ela voltará a engordar. Então passa uma dieta para ele que, se cumprida, irá fazer com que ela perca 18kg ou mais já no primeiro mês. Além disso ele encaminha ela para a psicoterapia e para fisioterapia, já que ela estava com um problema na perna.

Eu ainda preciso traduzir esse último parágrafo para você? Quem é o médico dos médicos que pode fazer as cirurgias necessárias na sua vida para te curar de verdade? Na pessoa de quem esse médico se apresenta na Igreja? O que você deve fazer para ter uma boa confissão? Perceba como esse médico sabe de todas a necessidades da Karina e faz questão de cuidar não apenas do seu corpo, como da sua mente e do seu espírito.

 

A Bariátrica Valeu à Pena?

Nosso Senhor Jesus é aquele que pode arrancar todos os excessos que deixamos tomar conta da gente, e ele começa o processo com uma boa confissão dos pecados, para então nos passar a dieta que vai, no final das contas, transformando nosso hábitos e logo em breve nossa alimentação voltará a ser saudável.

Mas para a confissão ser válida, é preciso que haja um firme propósito, já com estratégias para não pecar mais. Do que adianta ficar indo no confessionário já com o pensamento de derrota que vai pecar de novo? Do que adiantaria a Karina fazer a bariátrica se fosse para logo em seguida sair se empanturrando de comida gordurosa?

O programa retratou 12 meses dessa luta da Karina. Foram meses difíceis, em alguns ela fracassou e perdeu menos peso do que devia, em outros ela arrasou e perdeu mais do que foi estabelecido e no final tinha e no final desse ano, tinha perdido 107kg.

 

Dos Quilos Mortais à Santidade

Quando acabou o episódio, ela ainda tinha mais ou menos 100kg para perder até chegar no peso ideal para ela. Quando a gente vencer os pecados mais feios, ainda teremos 100kg de pecadinhos e imperfeições para lutarmos contra até o fim da vida e alcançarmos a santidade.

Isso é motivo de desespero? É claro que não! Deus conhece seus filhos e nunca desemparará um filho que de fato esteja brigando para ser Santo, mesmo diante de tantas limitações. Apesar de difícil, é possível. Nossa segurança? É essa: “No mundo haveis de ter aflições. Coragem! Eu venci o mundo.” (cf. Jo 16, 33)

 

Agora só nos resta lutar. Tamo junto!

 

Quer uma ajuda nesse caminho? Baixe o E-Book “A Conquista da Liberdade” e tenha as ferramentas necessárias para essa luta! É grátis! Clica aqui!

 

Leia também:

 

Ouça o 70xCast, o Podcast oficial da CACL

 

Assinatura: Danyel Cayetano, brother adotivo e discípulo de Jesus, crítico cultural renomado (por mim mesmo). Se for para bater uma bola, conversar, rezar, assistir algo, comer ou combinar alguns desses itens, pode me chamar que eu chego com os refri! #EuSouCultura

cristolibertador.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.