Blog, Projeto Isabel, Sede Fecundos - Pais e Filhos

 Maria, a primeira Doula da história!

By

A palavra “Doula” vem do grego e significa “mulher que serve”.

Hoje em dia são chamadas assim, mulheres que auxiliam outras mulheres durante o trabalho de parto, dando suporte físico, emocional e muitas vezes o suporte espiritual, tão necessário naquele momento.

É muito comum que a mulher se sinta desamparada no momento do parto e este pode então se tornar um pouco mais humanizado com o auxilio da doula.

A mulher que serve

Recordo que quando estava rezando pelas gestantes que acompanho, em especial na Comunidade de Aliança Cristo Libertador, a qual sou discípula, pedia para Deus me transformar nessa “mulher que serve” da qual Ele sonhou.  Recebi então, de forma profunda, uma confirmação no meu coração que dizia:

Mariana, Maria foi a primeira Doula da história, ela é a mulher que serve e para que você também seja, busque Maria.

Ao ouvir isso, lembrei-me da passagem de Lucas 1,39 -55, onde é narrada a visitação de Maria a sua parenta Isabel. Dois trechos me chamaram muito a atenção:

“Naqueles dias Maria, pôs-se a caminho para a região montanhosa, dirigindo-se apressadamente a uma cidade de Judá. Entrou na casa de Zacarias e saudou Isabel”.

Maria, a doula perfeita

Está aqui o ponto principal de tamanha semelhança entre Maria e uma Doula, pois quando atuamos nesse ofício, sabemos que, quando é chegada a hora do parto, podendo ser qualquer hora, qualquer dia e qualquer lugar,  precisamos deixar o que estamos fazendo e ir ao encontro da gestante apressadamente e já iniciar uma intercessão por aquele parto, por aquele bebê, por aquela mãe que iremos auxiliar.

Continuando a passagem, mais um ponto muito importante:

“Maria permaneceu com ela mais ou menos três meses e voltou para casa”. Lucas 1, 56.

Isabel recebe uma doula em casa

Maria estava grávida de Jesus, nosso Salvador, e em sua grande humildade soube se colocar à disposição de outra mulher e permaneceu servindo Isabel durante o seu último trimestre de gestação, sendo sua Doula.

Cuidando, acalmando e servindo, de forma com que Isabel pôde se sentir amada por Deus, afinal era Ele quem estava sendo gerado no ventre de Maria.

Foi dentro desse contexto, que há dois anos, o Senhor me fez enxergar, diante da necessidade das minhas irmãs gestantes o Projeto Isabel, que hoje incluo nos meus atendimentos profissionais.

Então passei a buscar intimidade com Maria, pois queria e quero ser a “Mulher que Serve”. Espelhar-me cada dia mais em Nossa Senhora, buscando ser virtuosa e colocando meus dons a serviço do reino.

Projeto Isabel

Ser Doula é cuidar da parte física e emocional da gestante, mas muito mais, a questão espiritual de cada mulher.

O que cada uma traz em seu coração, seus sentimentos, que muitas vezes estão desordenados, seus pensamentos, dúvidas, angústias, medos, sempre buscando encontrar a serenidade e um olhar de agradecimento pela graça derramada sobre ela.

O Projeto Isabel nasce para trazer a liberdade a tantas gestantes, que hoje recebem um turbilhão de informações e opiniões pautadas no que o mundo pensa como correto, mostrando que Deus, em sua criação, fez tudo perfeito e que nós mulheres, podemos fazer desse momento, um momento de oração e graça.

Ser Doula é ser aquela que auxilia para que o novo possa florescer, nascer.

Para saber mais informações sobre a nossa comunidade, acesse nosso site.

Se você deseja contribuir com as obras de evangelização de nossa comunidade, seja amigo de nossa obra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.