Arte e Cultura, Eu Sou Cultura

Desventuras em série

By

“Desventuras em Série” surgiu como uma série de treze livros escritos por LemonySnicket (pseudônimo do ator e escritor Daniel Handler), sendo o primeiro livro lançado no ano de 1999.

Em 2004, a história dos três primeiros livros foi adapta para o cinema, no filme estrelado por Jim Carry. E mais recentemente, em 2017, os livros foram adaptados para o formato de seriado pela Netflix. E é nesse último que eu vou me basear.

A História

A série retrata a história dos Baudelaires, três crianças (Violet, Klaus e Sunny) que ficam órfãos depois da morte de seus pais num incêndio e possuem uma grande herança que só podem acessar após a maior idade.

Até lá, o valor ficará sob a responsabilidade de seu tutor, que deveria ser um parente mais próximo.

Mas em meio a essa história, surge Conde Olaf, um ator que deseja e faz de tudo para ter a guarda das crianças para poder tomar posse do seu dinheiro.

Conde Olaf primeiro se apresentar como a pessoa mais próxima da família e trava seu primeiro plano, que falha e todos descobrem suas intenções. Depois, os Baudelaires vão morar com um tio que é cientista e novamente Conde Olaf aparece, mas agora se passando por um assistente desse tio, com a intenção de tirá-lo do caminho e assumir a guarda das crianças. E suas tentativas acontecem diversas vezes.

Coração de Criança

Durante toda a série, Conde Olaf se disfarça e engana todos os adultos, mas não às crianças que conseguem enxergar sua verdadeira face. Chega a dar raiva em assistir e ver como é escrachado e as pessoas não enxergam a verdade.

O mesmo acontece com as nossas vidas, o pecado se disfarça com um discurso bonitinho de “vou cuidar de você” e nós, com nossos olhares adultos e distraídos, caímos na mesma bobagem inúmeras vezes, enquanto nossa criança interior grita tentando nos alertar “só Deus pode te cuidar”.

Não seria a hora de ouvir essa voz?

Fico pensando em como isso ilustra a fala de Jesus: “Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos tornardes como as crianças, de modo algum entrareis no Reino dos Céus” (Mt 18, 3.).

Quem é o seu Conde Olaf?

Quantos “Condes Olaf” não deixamos fazer parte das nossas vidas? Ao passo que cada vez mais nosso tesouro vai sendo tomado e nossa herança vai sendo perdida.

E quem dera se nós perdêssemos apenas uma herança de dinheiro, mas não, muito mais grave é perder o tesouro da pureza e a herança do céu através da filiação divina.

Conde Olaf só consegue entrar em cena porque sabe se disfarçar e atuar muito bem e com isso as pessoas não o reconhecem.

E nós? Estamos buscando reconhecer quem é o nosso Conde Olaf? Qual é o nosso pecado e como ele se infiltra na nossa história? É preciso se reconhecer para se converter!

Escute!

Encontre o Baudelaire que grita dentro de ti e deixe-o falar. Com reconhecimento, conversão e oração, nossas vidas deixarão de ser uma série de desventuras e passaremos a nos aventurar na graça de Deus!

Se interessou pela história? A série está disponível no Netflix e para quem curte maratonar, a segunda temporada acaba de ser lançada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.