A Gaviões Me Evangelizou
Eu Sou Cultura

A Gaviões me evangelizou

By

Eu e alguns irmãos de Comunidade fomos à Arena Corinthians assistir o jogo Corinthians x Atlético PR, válido pelo Brasileirão. Voltamos de lá frustrados com um empate sem graça e um jogo medíocre mas eu tive uma experiência incomum:

A Gaviões da Fiel me evangelizou!

Não, ninguém me parou na rua e me abordou perguntando “Você conhece Jesus?”. Mas quem disse que a evangelização só acontece assim? Nós precisamos parar de limitar o Espírito Santo.

Eles foram para mim como São Francisco, que preferia agir do que falar para evangelizar e o seu agir foi a voz do Cristo que me apontou 4 características que nós devemos ter nos grupos, ministérios, comunidades, paróquias e movimentos dos quais fazemos parte.

Uma só voz

O primeiro ponto a se destacar é a unidade. Durante os gritos e cantos não se ouve a voz de alguém em específico, também não se cantam várias músicas diferentes ao mesmo tempo, porque ali a torcida forma um só coração, uma só voz. Como seria bom se a nossa vida ministerial fosse assim!

Aliás, como tem sido a sua? A sua voz sobressai à do seu grupo? Você precisa aparecer mais do que os outros? Quando decidem algo, todos caminham para a mesma direção ou alguns decidem que vão fazer do seu próprio jeito porque acham que é o certo?

O espetáculo da torcida só acontece porque eles cantam a uma só voz. A Igreja só tem uma fé sólida porque os apóstolos seguiam uma só voz. Nossa vida em Comunidade só será de fato caminho de salvação para mim e para o outro quando formos uma só voz.

Incansável

Uma outra reflexão que podemos fazer é da forma como a torcida parece não se cansar nunca. Enquanto o time está em campo, a torcida está pulando e cantando sem parar. E me vem uma pergunta: De onde vem todo esse fôlego? Vem de uma força interior!

Quer saber de onde vem o fôlego para sua espiritualidade se tornar incansável? Vem do Espírito Santo que habita em nós pelo batismo. Muitas vezes podemos estar cansados, mas se tivermos a motivação correta, o canto sai do mesmo jeito, cheio de energia. Se o seu time está em campo pela santidade, é preciso sustentá-lo. Só o Espírito pode nos fazer incansáveis.

Foco

Também é o Espírito Santo quem nos inspira a termos foco, porque estando focados, não nos cansaremos à toa, mas sim, cumpriremos nossa verdadeira missão.

Durante todo o jogo, outros focos da torcida paravam de cantar para xingar o juiz, xingar a torcida rival ou então, simplesmente, se calar.

Mas a Gaviões não, durante os 90 minutos só se ouvia as músicas de apoio. Eles estavam verdadeiramente focados.

O mando de campo é tão valioso no futebol, porque jogar com a torcida a favor contribui para o desempenho dos atletas. A torcida é chamada a apoiar o time, o cristão é chamado a ser santo. Bora focar na santidade?

Quando estamos focados no nosso objetivo, não importa o que acontece ao nosso redor, quais escolhas os outros fazem, nós permanecemos no mesmo ritmo na busca de fazer o que somos chamados a fazer.

É preciso se manter focado!

Sustenta os outros

Porque eles foram fieis, incansáveis, focados e formaram uma só voz, todo o estádio era sustentado por eles. Durante vários momentos, o resto da torcida parava de cantar, mas a Gaviões e as organizadas seguravam a bronca.

Na vida como irmãos, às vezes você vai se deparar com uma situação na qual um amigo ou irmão seu precise parar para descansar. Será que você segura a bronca e mantém o estádio de pé?

Que incansavelmente sejamos uma só voz focada para sustentar a si e aos outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.