Formação, Palavra de Fundador

O que você faz gera a paz?

By

Somos tomados de tantos afazeres em nossa rotina que nem sequer pensamos se o que estamos fazendo é bom ou ruim, certo ou errado, é o melhor… gera a paz?

Já nos escreve São Paulo: “De fato, o desejo da carne é a morte, ao passo que o desejo do espírito é a vida e a paz, uma vez que o desejo da carne é inimigo de Deus: pois ele não se submete à lei de Deus, e nem o pode, pois os que estão na carne não podem agradar a Deus” (Rm 8, 6-8).

A Deus satisfaz, quem na Verdade livre gera a paz!

É SEMPRE TEMPO

Pare um minuto! Se olhe! Se avalie! Já pensou sobre sua conduta, seu comportamento? Na família, entre amigos, irmãos da Comunidade? Suas ações estão voltadas só para você e seus interesses?

Quais reflexos têm sido e gerados para Deus, com o outro e em você? Egoísmo, inveja, ciúmes, calúnia, discórdia, discussão, divisão, idolatrias, dependências? Ou o Caminho, a Verdade e a Vida? Quero ser o centro das atenções com medo das rejeições? Ou tenho permitido Jesus ser o centro em tudo e para todos?

Para onde ou para quem você tem corrido na hora das suas aflições se Jesus é o Único para sua consolação?

ATRIBUIÇÃO

Profissão,
Missão,
Vocação…

Seja qual for sua ação,
Independente da profissão,
Se estiver em oração,
Na união com seu irmão, então,
Haverá sempre paz no coração, no caminho da sua missão!

És capaz do que faz!
E se, principalmente, a Deus satisfaz,
Estás gerando a paz
Feliz sejas, porque chamado de filho de Deus serás!

DETERMINAÇÃO

Portanto, fique atento à sua missão,
Prisioneiro no Senhor,
Tendo a exortação,
À digno viver com amor,
À vocação que Ele designou!

Jesus, na humildade e mansidão,
Ajuda a suportar toda humilhação,
Na oração, silêncio e solidão,
Na vida de consagração,
Sem desistir da vocação!

MATURAÇÃO

Eis que há uma indagação,
Não apenas para constatação,
Mas para ajudar na busca da conversão,
Neste caminho de santificação:

É fácil eu falar que sou filha/o de Deus, porém, tenho sido no mundo luz?

O que faço tem gerado a paz?

Num mundo envolto de ansiedades, impulsividades, medos, guerra… somos chamados a silenciar, buscar a santidade, A PAZ, principalmente NO QUE SE FAZ!

Me lembro aqui do filme “Até o último homem”, de grande aprendizado, de quem assume surpreendentemente seu chamado e o que faz gera a paz, mesmo em meio à tenebrosa guerra.

Bem-aventurados os que assumem dignamente seu chamado,
Se determinando pelo Amado,
vivendo assim por e pelo Reino de Deus, por muitos, tão desprezado,
por outros tantos, tão esperado!

Na morte da Crucificação,
Vida eterna pela Ressurreição,
Que a Paz do Cristo que Liberta nos conduza, então, à uma vida real de Salvação!

Deus nos abençoe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.