Palavra de Fundador

Leigo sim, largado não!

By

por Guilherme Maggio –

Segundo o dicionário a palavra leigo significa:

“Aquele não tem conhecimento sobre determinado assunto; que expressa certa ignorância acerca de alguma coisa; desconhecedor. Jurídico. Diz-se do juiz que não fez faculdade de Direito. Religião. Que não obteve as ordens sacras; laico. Relacionado com o que não pertence nem diz respeito à Igreja; mundano ou secular.
s.m. Indivíduo sem conhecimento ou juiz que não se graduou em Direito.”

Inicio nossa partilha de hoje, com esta desclassificação que o Aurélio faz de nós! Triste não é mesmo? Mas não fique assim, você vai superar esta definição assim como eu tenho buscado superar! Fiquemos com a definição religiosa, ela dá uma aliviada em nossa agonia. Somos aqueles, que não são padres, nem bispos, nem freiras, mas que professamos a fé através de determinada religião, no meu caso na Igreja Católica Apostólica Romana!

Porém gostaria que deixássemos as demais definições nos exortar! Resumindo a primeira linha, do famigerado acima, somos IGNORANTES em determinado assunto, e não é que apesar de doer, podemos aplicar a nós mesmos esta definição, e principalmente quando falamos dos assuntos de nossa mãe igreja e nosso Senhor Jesus Cristo! Quantas vezes eu me julguei dono da razão, e quis bater de frente com padres e outros religiosos, que tinham opiniões contrárias as minhas, porém quando eu parava e pensava, acabava desistindo, pois ao olhar para dentro de mim, via que de fato, eu não entendia bem minha própria fé, minha Igreja!

Quantos de nós, e eu me incluo nessa barca, ainda hoje, mesmo engajadíssimos, nos comportamos como o descrito nessa definição: “Relacionado com o que não pertence nem diz respeito à Igreja; mundano ou secular.” Queremos ser ouvidos pelo Clero, queremos ter vez e voz, em nossas paróquias, comunidades e pastorais, mas fugimos das responsabilidades com a busca pela Santidade, com o evangelho, com nossa mãe Igreja, com tudo aquilo que nos chama a REAL CONVERSÃO. Pois é! Agora pode ficar triste. O Aurélio estava certo!

Mas Jesus te chama já a mudar esta condição, ser leigo deve ser apenas, a designação à aquele que não é religioso, que se casou, mas vive um matrimônio casto e santo, que não veste hábito, mas se veste com prudência e elegância, que não mora na Igreja, mas que faz do seu lar e do seu corpo, templos do Espirito Santo de Deus. Precisamos nos converter amados, para que mesmo de modo laico, possamos ser sinais de graça. Já parou para pensar QUE JESUS ERA LEIGO? Sim ele não era sacerdote, não era Levita, não trabalhava no templo, porém foi obediente ao pai até a morte! Nos espelhemos no centro, no CRISTO, para que como Ele, sejamos leigos que vão mudar o mundo e fazer o Aurélio mudar de opinião!

Semana que vem falaremos mais sobre o laicato, aguardem!!!