Arte e Cultura, Discípula Livre

Idade X Maturidade

By

IDADE X MATURIDADE, qual a diferença entre os dois? É possível um adolescente ter atitudes mais maduras que um adulto?

A palavra IDADE é óbvia para nós, significa a nossa faixa etária, nosso período de vida humana. Como infância, juventude e velhice.

Já a palavra MATURIDADE, segundo nosso amigo dicionário, significa: “Efeito ou circunstância da pessoa que se encontra numa fase adulta; estado das pessoas ou das coisas que atingiram completo desenvolvimento: maturidade comportamental, mental etc.”

Significado no conceito psicológico:
“Maturidade significa ter consciência da reação que cada emoção traz para sua vida e, a partir daí, escolher comportamentos que sejam menos destrutivos e mais saudáveis. Amadurecer significa entender que não existe amor maior do que o amor próprio, aprender e aceitar o que a vida nos apresenta e seguir adiante.” – Psicólogo Alex Garcia

Agora e quando falamos sobre maturidade no conceito espiritual?

Já dizia o Apóstolo Paulo que a Maturidade Espiritual é um processo contínuo. É quando reconhecemos Jesus como nosso Salvador, e caminhamos junto com Ele dando passos de obediência. Sendo livres na escolha de Seguir a Jesus e trilhar o caminho descendente da Cruz.
Portanto, maturidade espiritual é nosso caminho de fé, de aprofundamento na palavra de Deus, história de nossa Igreja, oração pessoal e intimidade com Deus. Um processo contínuo!

AMADURECIMENTO

Voltando à pergunta do início do texto: É possível um adolescente ter atitudes mais maduras que um adulto? Ou até mesmo ser mais maduro que Ele?
SIM!

Não existe idade certa para se atingir a maturidade, tudo isso depende do nosso desenvolvimento, tanto físico como emocional. Depende também da história de vida de cada um!

Ok! Mas porque tudo isso?

Nesse texto quero fazer um ALERTA! Para nos conscientizarmos de nossas palavras e atos.

Quantas vezes você já julgou alguém pela sua idade? Quantas vezes não acreditou na capacidade dessa pessoa, pelo simples fato dela ser mais nova que você?

Palavras, palavras e palavras. PRECISAMOS medir nossas palavras. Facilmente olhamos para o outro e denominamos a incapacidade dele para alguma função, maior que a nossa ou até mais importante! Palavras e atos ferem, e o que estamos pregando? Nós constantemente ferimos o outro e Cristo vem para Curar? Ou será que tomamos posse de que somos Imagem e semelhança do CRISTO e nos tornamos Curadores assim como Ele.

REFLITA

Cada lugar, cada chamado, cada dom tem consigo sua especificidade e importância. Você também tem o seu, talvez só ainda não tenha encontrado. Não julgue o outro pela idade que ele possui, a idade é apenas um número e Ele, com 18,19,20 anos pode ter consigo mais maturidade do que você com 30 anos!

Jesus quando chama, Ele não escolhe quem tem mais idade, quem é mais maduro, quem tem mais responsabilidade.

Ele escolhe corações disponíveis!

Basta olhar, muitos Santos de nossa Igreja lutaram pelo Santo Evangelho e foram mártires tão cedo, tão jovens. São Joselito foi mártir aos 13 anos, ele era um menino, talvez ninguém acreditasse na Fé dele, no que Ele era capaz, talvez também o julgassem imaturo demais… e hoje ele é SANTO. E também lá no Antigo testamento vemos a história do Rei Davi, o mais improvável, o irmão menor. Foi, lutou contra Golias e venceu. A prova de que a nossa idade não interfere em nada para que façamos e vivamos o projeto e sonho de Deus.

Outra prova disso pra nós, é MARIA!

Foi anunciado pelo Anjo que ela seria a mãe de Jesus e Ela só tinha 15 anos! A idade dela não impediu que a graça acontecesse, porque Deus não estava a procurar isso, ele queria um coração DISPONÍVEL e isso, Ele encontrou Nela.

Você já parou pra pensar, em tantas vezes que você disse pra alguém: Ahhhh, mas você é nova demais. Não leva as coisas tão a sério assim, você não tem maturidade para assumir uma responsabilidade. Você não pode orientar, formar, pastorear alguém, é nova demais, imatura.

A BOCA FALA DAQUILO QUE O CORAÇÃO ESTÁ CHEIO

E de novo nos prendemos ao julgamento alheio. Quem sou eu, para julgar se alguém é imaturo ou não? Talvez eu também não seja, e veja nele o reflexo de quem sou Eu!

Precisamos respeitar o outro, o espaço dele, os sonhos de Deus na vida dele, para que Ele seja LIVRE! Apontando o dedo, só vamos fazer com que o outro somatize que Ele é o que o outro pensa. Mas não, nós podemos fazer diferente. Podemos ser LIBERTADORES, assim como Cristo. Invés de julgar, guarde para si. O melhor ditado é dito quando se está calado.
Incentive, apoie.
Lembre da vida dos Santos, lembre de Maria que foi e é a Medianeira da graça. E nada… idade, maturidade, localidade, impediu que Ela fosse livre na escolha de ser a Mãe do Cristo e de toda uma humanidade!

Nossas palavras podem incentivar a escolha da Liberdade de alguém. Respeite! Se é mais novo, mais velho, não importa. Se Jesus escolheu a pessoa que caminha do seu lado, é porque Ele está com o coração disponível. Lute! Para que o seu também esteja, e assim, você seja um portador e propagador da graça de Jesus a alguém!

“Eu te constituí profeta para as nações. Mas Eu disse: Ah! Senhor, eis que não sei falar, porque ainda sou criança. Mas, o Senhor me disse: Não digas: Ainda sou criança! Porque a quem eu te enviar, irás, e o que eu te ordenar falarás.
(…) Eis que ponho as minhas palavras em tua boca. Vê! Eu te constituo, hoje, sobre as nações e sobre os reinos.” – Jeremias 1 – 5,10.

Para ajudar a rezar e meditar, ouça:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.