Sede Fecundos - Pais e Filhos

Permanecer na Vontade de Deus

By

Meu nome é Julia, eu tenho 16 anos. Sou discípula da Comunidade de Aliança Cristo Libertador e recentemente fiz um discernimento de alguns meses, para fazer uma experiência na Comunidade de Vida da CACL.

“Mas Julia, como? Você só tem quinze anos. Você é louca, você não vai trabalhar? Não vai estudar? Não vai fazer faculdade? Como você vai abandonar sua família? Como você vai abrir mão de um futuro profissional incrível e ganhar bem? Como assim, você não quer ser como todo mundo da sua idade? Você não é madura o suficiente!”

Em relação a esse último item aí, leia esse texto top aqui da minha irmã de Comunidade: http://blog.cristolibertador.com/idade-x-maturidade/

E por aí vai uma longa lista de coisas que as pessoas me falaram e me questionaram, até mesmo as que eu achei que me apoiariam. Ou ainda, as tentações que Deus permitiu em minha vida, para colocar em prova a minha resposta à vontade dEle. Ou ainda as diversas mudanças que eu tive que fazer dentro de mim para cumprir com alegria, aquilo que Ele me pedia, e pede todos os dias.

Permanecer em meio a realidade

Mas péra! Jesus prometeu alguma coisa diferente disso? Ele disse em algum lugar que seria fácil? Não, não disse. A única coisa que Ele afirmou e prometeu foi: “Vinde a mim todos os que estais cansados sob o peso do vosso fardo e vos darei descanso.” (Mateus 11, 28).

Na real, Ele comparou a nossa vida aqui na terra como uma cruz diária, e todo mundo sabe que cruz traz sofrimento e sofrimento traz dor. Mas, uma dica: quando é de Deus o coração vibra de alegria todo dia e nos traz uma paz inexplicável, que ninguém nunca vai entender, a não ser o Esposo que colocou isso na alma esposa. 

O chamado de Deus

Muito antes do nosso nascimento Deus colocou em cada um de nós uma vocação, uma identidade, uma essência. Ela é a “coisa” mais preciosa que o Senhor colocou em nossa alma. Antes mesmo de Teresinha nascer Ele já sabia que ela seria carmelita, doutora da Igreja e santa. Antes de Faustina nascer, Jesus já sabia que ela seria secretária da misericórdia e santa. Antes de Pedro nascer, Deus já sabia que ele seria o primeiro papa da nossa Madre Igreja, mártir e santo.

Portanto, nossa vocação não é brinquedo, não é um joguinho que a gente vai tentando e levando a vida como se nada estivesse acontecendo, não! Nossa essência não é qualquer coisa, é a forma com que iremos amar a Deus e ser santos do jeitinho que Ele sonhou.

Levar Jesus Cristo

Estamos vivendo um tempo em que o mundo clama por Cristo, mesmo muita gente tentando se preencher com coisas que não se parece com Jesus, nem de longe! Está na hora de voltarmos a sonhar, a ter fé, a ter visões, a desejar o Senhor de todo coração e, como já dizia Paulo, de resistir até o sangue em nosso combate contra o pecado.

Eu não sei vocês, mas eu queria ser tipo o Capitão América (o melhor vingador de todos, fazer o quê?) e salvar o mundo todinho, de levar o máximo de almas para o céu, para Deus!

Leia aí a experiência que vivo vista pelo olhar de minha mãe: http://blog.cristolibertador.com/filhos-e-necessario-deixar-partir/

Júlia Dias – Discípula da comunidade de vida – CACL

Leia escutando:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.