Formação, Palavra de Fundador

Faça sua Passagem

By

A maioria de nós não conhece o real significado das palavras, ou por ignorância ou por simples desinteresse mesmo. Não é cultural em nosso país buscarmos o sentido das orações, muito menos destrincharmos algumas orações garimpando a origem e seu real sentido. O que esta ou aquela palavra quer nos dizer? Confiamos no que disseram para nós sobre o que elas (as palavras) nos dizem.

Precisamos parar com isso, e buscarmos a liberdade que o conhecimento verdadeiro pode nos oferecer!

Pessach

A etimologia da palavra Páscoa é hebraica – “Pessach” – e significa passagem. A maioria das pessoas nunca ouviu, ou leu isso. E acaba alastrando bizarrices e barbaridades sobre o que é a Páscoa, e sobre o seu real significado.

Infelizmente ainda hoje vivemos em mundo onde muitas consciências, muitas vidas não foram impactadas pela Boa Nova de Jesus Cristo, e por consequência vivem na ilusão de uma falsa liberdade. Temos acesso à tudo, mas não acessamos nada. Aceitamos, como um bebezinho, qualquer papinha sem graça que nos oferecem.

Acordem meus queridos leitores! É tempo de acordar!

Voltando para a palavra Páscoa e acessando  a historia do povo hebreu, descobrimos que a origem da festa chamada Páscoa, é a passagem de uma realidade de escravidão no Egito, para a liberdade é fartura da Terra prometida pelo altíssimo.

Para se aprofundar leia Êxodo 12,1-14;

A antiga e a nova aliança 

Neste texto encontramos várias prescrições importantes, e também orientações do próprio Senhor sobre como e porquê devemos celebrar a Páscoa.

Em resumo na tarde/noite que antecedeu a passagem libertadora do povo hebreu, eles celebraram esta “Passagem”, e demonstraram aos egípcios que não eram um povo órfão, abandonado, mas sim um povo escolhido e livre.

Ainda debruçados sobre este texto, e fazendo memória da Paixão, Morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, que para nós cristãos, é a Nova Páscoa, a celebração da nova e definitiva Aliança, veremos claramente que Cristo atualizou esta “Passagem”.

Cristo toma sobre si nossas dores, enfermidades, mazelas e pecados (Is 53), e assume sua missão salvífica. O cordeiro definitivo, perfeito, puro, que se deixa imolar no madeiro da cruz como sacrifício expiatório.

Alcançando para nós a verdadeira liberdade, e o direito de retornarmos ao paraíso que um dia fora perdido.

Leia mais sobre toda a teologia da Páscoa:

Este é o real significado da Páscoa. Passagem da escravidão do pecado para a liberdade da salvação.

A semana santa

Estamos às vésperas da semana mais importante do ano, a Semana Santa, e a partir deste texto espero que você que nos acompanha possa viver os mistérios da Paixão de nosso Senhor com menos ignorância, e mais consciência. Afinal, não é apenas uma festa, é A Festa, é a Passagem. Outrora éramos réus de morte, e hoje somos portadores da vida.

Ouvimos dizer da boca de nossos santos pastores que a quaresma é tempo favorável para se alcançar inúmeras graças. E de verdade é.

Porém, na semana santa, no tríduo pascal e na Páscoa em si recebemos do próprio Deus a graça suprema da SALVAÇÃO. Banhe-se no sangue do cordeiro, lave e alveje suas roupas neste sangue (Ap 22,14).

VIVA SUA PÁSCOA, SUA PASSAGEM, e responda com sua vida à esta maravilhosa festa!

Quer viver bem a semana santa? Se liga em algumas dicas do Padre Paulo Ricardo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.